Paróquia Santa Rita de Cássia

  

A Campanha da Fraternidade deste ano, CF/2017, nos chama a refletir sobre o Tema “Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida”, tendo como lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).

O termo bioma vem do grego BIOS = vida, e MA = grupo, estrutura. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dá a seguinte definição: “O bioma é um conjunto de vida vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e que podem ser identificados em nível regional, com condições de geologia e clima semelhantes e que, historicamente, sofreram os mesmos processos de formação da paisagem, resultando em uma diversidade de flora e fauna própria” (IBGE, http: //7 a 12.ibge.gov.br).

No Brasil, por ser um País continental devido à sua extensão, existe uma riquíssima diversidade de culturas, climas, terras, florestas, águas, animais, minerais. O mesmo vale para os biomas. Os especialistas os dividem em seis, alguns com milh

ões de quilômetros quadrados. São eles: a Floresta Amazônica, o Cerrado, a Mata Atlântica, a Caatinga, o Pampa e o Pantanal.

  A Igreja, ao abordar este tema na Campanha da  Fraternidade, quer chamar a atençã

 o para a depredação desses biomas. Além disso, Ela  quer que tomemos consciência de sua existência e  da necessidade de preservá-los. O objetivo é nos  motiv

 ar para que admiremos a obra da criação, ao  mesmo tempo em que, de forma corresponsável,  assumamos o cuidado de tanta beleza e riqueza,  fonte de vida para milhões de seres humanos. Para  isto, a CF/2017 apresenta propostas concretas para  a preservação dos biomas brasileiros.

 É nossa tarefa cristã nos conscientizarmos acerca  deste tema fundamental, inserido no contexto dos  direitos inalienáveis da pessoa humana: a vida é s  empre preciosa e inviolável. O Papa Francisco, na Encíclica “Laudato Si”, chama-nos a este compromisso como dever de consciência.

  Participando de nossas comunidades nesta reflexão, estamos colaborando para  superar esta ameaça que respinga sobre toda a família humana. Não podemos  permitir que a ganância, o lucro e as vantagens econômicas desrespeitem a  natureza. Para isto nos inspiramos, em especial, na referida Carta Encíclica  “Laudato Si”, conclamando todas as pessoas ao compromisso com a garantia da  vida no Planeta.


 A CF nasceu e cresceu sob o impulso renovador do espírito do Concílio Ecumênico Vaticano II, o que foi fundamental para sua concepção e estruturação. Por isso, a CNBB lembra que é importante garantir as raízes do espírito que levou ao seu surgimento. A temática da CF/2017 quer despertar as consciências para a enorme responsabilidade sobre a vida no Planeta, sobretudo, quanto à PRESERVAÇÃO DOS BIOMAS BRASILEIROS.